Como a tecnologia liberta o aprendizado

contact us



Até muito pouco tempo atrás, só havia uma maneira de aprender nas instituições de ensino: a forma curricular, programática, com conteúdo sob o domínio de um mestre, o professor, que tinha todo o protagonismo na sala de aula, cabendo aos alunos os papéis de expectadores que precisam estar atentos o bastante para memorizar os conteúdos. E mais: era preciso memorizar e aprender os temas que lhes foram impostos, pois em breve seriam postos ao julgo do mestre por meio da inevitável nota da prova. Era raríssimo que alguém ouvisse suas sugestões sobre quais temas tratar, ou sequer sobre como algum tema em particular afetava suas vidas. Felizmente, a tecnologia está mudando esse cenário.

Por mais paradoxal que possa parecer, a tecnologia na verdade permite uma maior – e não menor – interação direta entre professores e alunos, no nível individual. Isso se deve ao fato de que algumas tecnologias fornecem ao aluno a possibilidade de gerenciar o seu próprio aprendizado. Ele pode, por exemplo, saber quanto tempo tem se dedicado em média a certos assuntos, balanceando conforme seu próprio julgamento; pode avaliar o seu próprio progresso, por meio de sistemas que permitem o avanço a próximas fases; não estar necessariamente em sala de aula para aprender, uma vez que ele pode estudar o que precisa em sua própria casa, realizar suas próprias pesquisas independentes, associar o tema a outros que já sejam conhecidos; e usar o tempo diante do professor para trocar experiências e debater, tirando mais proveito dessa importante relação.

O resultado da boa aplicação da tecnologia na educação é uma real mudança de paradigma em relação à educação tradicional, no sentido de que centraliza em cada aluno o processo de aprendizado, com a condução do professor. Antes da tecnologia, e ainda nos dias de hoje, na ampla maioria dos modelos de ensino empregados pelo país, os professores assumem uma posição de arcabouço do conhecimento, adquirindo toda a responsabilidade pelo sucesso da transferência de conhecimento que tem lugar em sala de aula. Não sobre tempo ao professor para guiar os alunos em seus contextos particulares.
O que podemos fazer com tecnologias como o Burlington English é garantir que haja uma maior responsabilidade por parte dos alunos no aprimoramento e aquisição de conhecimento, pois ele aprende fundamentado em seus conhecimentos prévios, de forma adaptada às suas necessidades (como, por exemplo, em relação aos níveis de dificuldade) e, com isso, adquire mais confiança e independência, usando o tempo com o professor para a importante interação natural que é esperada dos falantes de língua estrangeiras.

Isso reduz enormemente a característica do aluno de ser um “consumidor de conteúdo”, cujos itens de consumo são determinados por professores para fins específicos, como o de passar em exames. No ensino tradicional, passar no exame é o objetivo primário do aluno. E ainda que haja muitos alunos conscientes de que a nota do exame não é senão uma consequência de um aprendizado bem feito, ele continua focado nos conteúdos que serão testados na prova, o que limita suas possibilidades de associações a outros tópicos e ao livre debate – idealmente com o professor atuando mais como um guia do aprendizado, preocupando-se mais com a evolução dos alunos do que com os detalhes do conteúdo em si e as atividades comuns à profissão, como a correção de provas e manutenção de listas de presença.

Em resumo, a tecnologia liberta a educação das amarras hierárquicas e enquadramentos temáticos, permitindo uma interação mais próxima entre professores e alunos, o que leva à possibilidade de personalização: a característica que mais prezamos no modo como ensinamos inglês, espanhol e português no Instituto Mindset.

 

Quer saber mais sobre nossos cursos?

Quer saber mais sobre nossos cursos?



Home >

Conheça o Instituto

em um dos cursos?

Agende sua reunião gratuita!






X

Conheça o Instituto

Agende sua reunião gratuita!
Agendar minha reunião
Venha testar o seu nível

de inglês

Nas habilidades seguintes:

Gramática e vocabulário

Compreensão de textos

Compreensão auditiva

Testar meu inglês X
Saiba mais!
Venha testar seu nível de inglês
Saiba mais! X