“SE EU FOSSE VOCÊ”: AS FRASES CONDICIONAIS EM INGLÊS

contact us



“O que você faria se fosse eu?”, “Se eu estivesse lá, isso não teria acontecido.” “Se você estudar, vai passar no exame”. O que tem em comum entre essas três frases? Elas são condicionais. Fundamentais na comunicação em qualquer língua, as frases condicionais em inglês são uma boa oportunidade para treinar todos os tempos verbais. É justamente essa qualidade de unir tantos elementos gramaticais que tornam essas frases um pouco temíveis para os estudantes. Mas não há razão para temer.
 
Neste texto, vamos decifrar de que maneira as frases condicionais (também chamadas de “if clauses” – if sendo “se”), podem elevar o seu inglês como um todo. Afinal, if you could study a topic that is sure to elevate your language skills, wouldn’t you do it? (Se você pudesse estudar um tópico certo de elevar as suas habilidades linguísticas, você não faria isso?)
 

The first conditional

 
A primeira condicional funciona de duas formas básicas:

     

  1. Para causas e consequências gerais no presente

 
Neste primeiro caso, usamos o presente simples tanto para a frase da causa quanto da consequência:
 
If your phone runs out of battery, it no longer works.
 
(Se o seu telefone ficar sem bateria, ele não funciona mais).
 
People get impatient if they are forced to wait in line for too long.
 
(As pessoas ficam impacientes se são forçadas a esperar na fila por muito tempo).

     

  1. Para causas e consequências futuras

 
Aqui, a frase da causa é no presente simples, mas a consequência estará no futuro:
 
What will you have to do if you get the job?
 
(O que você fará se conseguir o emprego?)
 
If I don’t call my parents, they will be upset.
 
(Se eu não ligar para os meus pais, eles ficarão chateados).
 

 The second conditional

 
A segunda condicional é um pouco mais apimentada em seu nível de dificuldade. Isso porque passamos a falar de hipóteses. É aqui que encontramos o uso de would (verbo modal para a transformação de verbos em condicionais. Ou seja: would do (faria), would be (seria).
 
E também passamos a usar o verbo principal da frase da causa no passado simples. Com uma observação importante: esse passado simples é, na verdade, a maneira do inglês de fazer o pretérito imperfeito do subjuntivo do português – fizesse, fosse, pudesse, etc..
 
Essa observação, na prática, não muda nada para todos os verbos (que continuam sendo escritos e falados na forma do passado simples). A única exceção é o verbo to be ­– o subjuntivo passado desse verbo será sempre were, para todos os pronomes (inclusive I, He, She, It).
 
Por exemplo:
 
He said that if he were her, he would take the job.
 
(Ele disse que se fosse ela, ele aceitaria o emprego).
 
If I were the president, my government would be quite different.
 
(Se eu fosse o presidente, meu governo seria bem diferente).   
 
 
What would you do with the money if you suddenly became a millionaire?
 
(O que você faria com o dinheiro se de repente ficasse milionário?)
 
If she had more free time, she wouldn’t be so stressed.
 
(Se ela tivesse mais tempo livre, não estaria tão estressada).
 
Note que: todas as situações exemplificadas acima são hipóteses (na verdade, ELE não é ELA; EU não sou o presidente; VOCÊ não é um milionário; e ELA não tem tempo livre). E tudo incide sobre o presente e o futuro.
 

The third conditional

 
A última, e mais complexa, condicional é a terceira. Assim como a segunda, ela também trata de hipóteses. A diferença é que todas elas incidem sobre o passado – “o que você teria feito no meu lugar?”.
 
A maior complexidade se deve ao fato de que, geralmente, a frase da causa estará no passado perfeito e a da consequência no presente perfeito (com would).
 
Por exemplo:
 
If I had had a chance to talk to her, I’m sure she would have made a different decision.
 
They would have passed their exams if only they had studied more.
 
(Eles teriam passado em seus exames se ao menos tivesse estudado mais).
 
The late 20th century would have been very different for South America if democracy hadn’t returned to so many of its countries.
 
(O fim do século 20 teria sido bem diferente para a América do Sul se a democracia não tivesse retornado a tantos de seus países).
 
Mas quais lições podemos tirar disso tudo?
 

Uma passagem para um inglês melhor

 
Definitivamente, não se trata de um tema para alunos de níveis básicos. Há muito para aprender sobre verbos e verbos modais antes de aventurar por águas tão profundas. Porém, a prática constante dessas sentenças vai com certeza elevar o seu nível de inglês. Uma das razões é que você terá de se acostumar, por exemplo, com os particípios passados dos verbos conjugados nas formas perfeitas (present perfect, past perfect).
 
Se você já está consolidando o nível intermediário do seu inglês, as condicionais são um prato cheio para uma gramática muito mais sofisticada.
 
E se você ainda tiver achado este conteúdo um pouco difícil, venha conhecer como o Instituto Mindset pode te ajudar a ser finalmente um falante fluente de inglês!

Quer saber mais sobre nossos cursos?

Quer saber mais sobre nossos cursos?



Home >

Conheça o Instituto

em um dos cursos?

Agende sua reunião gratuita!






X

Conheça o Instituto

Agende sua reunião gratuita!
Agendar minha reunião
Teste seu inglês!
Venha testar seu nível de inglês
Saiba mais! X